Artigos Destaque Marketing

Mídia alternativa e marketing de guerrilha andam juntos?

Marketing de guerrilha é um termo utilizado para descrever campanhas que geram buzz ou provocam discussões e debate com o uso de métodos pouco tradicionais, inesperados e chamativos.

Em geral, a mídia utilizada nas campanhas de guerrilha é a alternativa, pois o contexto em torno do anúncio pode ter uma função importante na transmissão da mensagem.

Mas o que é mídia alternativa?

A mídia alternativa é um fenômeno relativamente novo em termos de publicidade. Ela tem esse nome porque é uma opção diferenciada que interage ou se torna parte do ambiente do público alvo.

Tende a ocupar uma área entre a publicidade e as jogadas promocionais, podendo, em muitos casos, ser relativamente barata.

Já que estamos em uma era em que o consumidor tende a desconfiar da “venda agressiva” e da exposição constante a anúncios e promoções, o uso de mídias originais e inesperadas pode ter bastante sucesso exatamente porque comunica a mensagem de uma forma não tão direta.

Hoje a mídia alternativa pode ser vinculada através de uma variedade de objetos, itens e móveis que se adaptam a esse mundo; como porta-copo, sacolas de compras, passagens de trem e ônibus, telas de vídeo, lixeiras, pisos e pavimentos, tampas de bebidas, carrinhos de supermercado e cinzeiros, entre outros.

Por exemplo…

Campanha Samsung

Na campanha recente da Samsung, caminhões foram adaptados com telas que ajudavam os motoristas na ultrapassagem sem perigos.

 

 

Campanha Ikea

Na campanha da Ikea, clientes assistiram filmes no cinema deitados em camas quentinhas e totalmente confortáveis.

 

Campanha Nescafé

Nescafé disponibilizou canecas da marca e quando os clientes conseguiam desconectá-las ganhavam café.

 

Campanha Billboard

Campanha realizada no centro de São Paulo, contagiava pessoas com bocejos e muita preguiça.

 

Vantagem da mídia alternativa

Sua vantagem está na capacidade de surpreender o cliente. Ela apresenta a mensagem publicitária aos consumidores quando eles menos esperam, tornando-a difícil de evitar e memorável.

Voltando ao marketing de guerrilha

Na maioria dos casos, o público alvo de campanhas assim, nem tem ideia de que se depararam com um anúncio e nas poucas vezes em que percebem, já absorveram a mensagem.

As campanhas de marketing de guerrilha podem combinar grande variedade de táticas, incluindo cartazes informais, adesivos, mídia alternativa, e jogadas criativas ou chamativas.

Por exemplo…

Campanha Purina

Purina leva pessoas a se desconectarem do mundo e darem tchau tchau para o estresse.

 

Campanha Mattel Games

Campanha leva pessoas de um shopping a brincarem e ganharem prêmios.

 

Campanha Reebok

Campanha convida pessoas a brincarem nas estações de trem, fugindo totalmente da rotina e os vencedores ganhavam muitos prêmios.

 

Campanha Nívea Doll

Nívea distribuiu bonecas para crianças na praia com a intenção de ensiná-las como usar protetor solar é importante.

 

Vantagens da mídia alternativa e marketing de guerrilha

  • Poder de surpreender o público, transmitindo sua mensagem antes de ser reconhecida como anúncio.
  • Tende a gerar buzz e provocar conversas.
  • Quase sempre gera notícias em jornais impressos, de rádio e televisão.
  • Em geral se destaca das formas tradicionais de publicidade pela sua apresentação inédita e contundente.
  • A utilização dramática e heterodoxa da mídia torna o anúncio memorável.
  • Pode ser relativamente barata em comparação com as formas tradicionais de mídias publicitárias.

Desvantagens da mídia alternativa e marketing de guerrilha

  • Muitas campanhas são eventos únicos, gerando uma exposição efêmera.
  • Muitas campanhas ou jogadas provocam controvérsias, o que em casos extremos pode levar a reclamações do público em geral.
  • A abrangência pode ser muito limitada. Algumas das táticas de guerrilha mais complexas são difíceis de transportar para uma área geográfica maior ou para uma grande quantidade de locais. Nesses casos, a campanha depende de cobertura por parte de noticiários de jornais, TV e rádio, entre outros, para alcançar um público maior.
  • As campanhas talvez não se encaixem com o estilo atual do anunciante ou com as suas campanhas publicitárias existentes.

Então…

Analisando as duas opções podemos dizer que ambas caminham juntas, o marketing de guerrilha pode ser vinculado à uma mídia alternativa, como foi dito lá em cima.

Então sempre será possível encontrá-las juntas de alguma forma.

Compartilhe para seus amigos aqui

                 

Assine e seja notificado de todas as novidades!
  

Andreia Verrone

28 anos. Já me dediquei a saúde, estudando educação física e fisioterapia, mas foi no meio desse caminho que me encontrei no Design e Marketing Digital, tudo caiu do céu como balão e hoje me divirto e sou muito feliz por me encontrar na profissão que me escolheu (e não o contrário), compartilho com vocês tudo que me inspira e tudo que venho aprendendo. Adoro conhecer marcas diferentes de chocolate (desculpa para não me assumir chocólatra!). Você pode me encontrar também no Bons Tutoriais e também no Livros Que Ajudam

Novidades por email

Assine e seja notificado de todas as novidades! Nunca enviaremos spans, apenas nosso conteúdo exclusivo :)


Siga agora

Siga nestas redes para ficar por dentro das novidades.

Siga no FB